Quarta-feira, 16.09.09

Bloco de Esquerda: turismo controlado
«Criação de emprego e envolvimento com as populações locais é a base, num programa que propõe o fim dos PIN, dos projectos de grande componente residencial, a subordinação dos projectos turísticos às necessidades do território e do ambiente. Grandes eventos é coisa que o Bloco também não gosta, defendendo antes que a cultura não se subordine ao turismo. Aeroporto e TGV sim, mas…»
Notícia completa aqui.
PS: Aprofundar o trabalho feito no turismo
«Diz o povo que em equipa que ganha não se mexe. Um ditado que pode ser aplicado ao programa eleitoral do PS para o Turismo. Porque está seguro de que o trabalho feito deu resultados positivos, o PS não integra no seu programa novidades de monta, antes aposta na continuidade e no aprofundamento das medidas tomadas, no reforço das parcerias público-privadas. Talvez por isso o espaço que dedica ao turismo é menor que há 4 anos atrás. Mesmo assim, para além de um pequeno capítulo que lhe é dedicado, a palavra turismo surge 26 vezes, integrada em áreas como o sector Marítimo, Portuário e Logístico, sector Aeroportuário, Competitividade Empresarial, Mar, Cultura, Ambiente. Tudo somado, há um conjunto de linhas mestras que têm por objectivo central “aproximar Portugal da liderança mundial” no domínio turístico.»
Notícia completa aqui.
PCP: Turismo para todos
«O Partido Comunista é o que menor espaço dedica ao turismo no seu programa eleitoral. Como curiosidade, a palavra “turismo” aparece duas vezes, em agro-turismo, no capítulo da agricultura e em regiões de turismo. É acompanhada da expressão “actividade turística” e pouco mais. Ao todo, no extenso programa que até gráficos económicos tem, a parte que o PCP dedica ao sector não é mais que um escasso parágrafo, em que se defende um turismo acessível a todos e a ligação das Regiões de Turismo, já extintas, ao poder local e regional. É verdade que os programas valem o que valem, mas neste caso a escassez do espaço choca com a afirmação de que a actividade turística é um “importante factor de dinamização económica”.»
Notícia completa aqui.
PSD: Proposta para o turismo não tem «sumo»
«Mesmo dizendo que o turismo é fundamental para a economia, o PSD, no seu programa, não lhe dá grande relevo (3 pequenos parágrafos) e muito menos é afirmativo no que pensa prosseguir ou alterar. Porque o PSD já foi governo, e pretende voltar a sê-lo, esperava-se bastante mais que uma dúzia de referências ao turismo, espalhadas por capítulos como o ambiente e recursos naturais, cultura, agricultura… Dizer que se pretende uma estratégia promocional agressiva, a requalificação dos recursos e a actualização dos instrumentos estratégicos de planeamento e organização, é manifestamente escasso e, principalmente vago. Lido e relido o programa, não sabemos o que é que o PSD pretende fazer com o turismo. Talvez prosseguir na senda do que está feito, a fazer fé nas declarações da líder de que no programa só figura o que o PSD vai mudar e não o que vai continuar.»
Notícia completa aqui.
CDS-PP: Começar quase tudo de novo
«O CDS-PP é o partido que maior espaço dedica ao Turismo no programa eleitoral, sendo que muito do que propõe já está feito, ou iniciado, pelo actual governo, como são exemplos a aposta nos BRIC, a desburocratização do sector e o apoio às transportadoras aéreas tradicionais. Além de um capítulo exclusivo, o turismo é mencionado nas políticas para o ambiente, cultura, mundo rural, orlas costeiras, mar… No capítulo do Turismo propõe uma nova política para o sector, a sua revisão legislativa e fiscal, substituição do PENT, criação de uma nova imagem para a promoção de Portugal, novas campanhas de promoção externa e interna, entre outras alterações, uma vez que considera que o actual governo não soube reagir à crise nem ter uma estratégia para captação de novos mercados.»
«Com a palavra turismo a aparecer 50 vezes no seu programa, o CDS-PP considera ser este um “sector estratégico” para Portugal e um “factor crítico de crescimento” económico, deixando claro que “não interessa tanto” aumentar a procura mas sim aumentar a receita por turista. Qualidade e diferenciação são palavras-chave num programa que peca pela “mania” das grandezas ao pretender “voltar a colocar Portugal no top dos 15 países no que diz respeito ao turismo a nível internacional” onde “já só estamos em 23º lugar”.»
«Para este objectivo faz valer a sua experiência: “O CDS já fez prova da importância institucional que esta actividade lhe merece ao ter assumido, pela primeira vez na nossa história, as responsabilidades de um Ministério do Turismo”, afirma-se no programa. Mesmo assim, o CDS quer maior importância institucional para o turismo»
«“Inflexibilidade perante a crise”, “falta de estratégia para apostar em mercados alternativos” e “partidarização e hesitações legislativas nas Regiões de Turismo” são críticas que o CDS-PP faz à política de turismo do actual governo, a elas respondendo com uma série de medidas e um “caderno de encargos”.»
Notícia completa aqui.
Fonte: Turisver


publicado por Carlos Palmeiro às 07:37 | ligação ao artigo / link to the article | comentar / comment | ver comentários / see comments (1) | partilhar / share

artigos recentes / recents articles

As propostas dos partidos...

tópicos / topics

açores(4)

aeroporto(3)

áfrica(4)

alentejo(24)

algarve(9)

alpinismo(4)

ambiente(11)

arquitectura(3)

arte(7)

artes plásticas(3)

aventura(6)

aves(3)

aviação(8)

biodiversidade(6)

birdwatching(3)

btt(7)

ciência(5)

cinema(10)

clima(7)

comboio(3)

concurso(3)

conferência(20)

congresso(6)

cop-15(3)

copenhaga(3)

corrida(3)

coruche(18)

crónica de viagem(5)

cultura(3)

desenvolvimento local(5)

desenvolvimento sustentável(6)

design(3)

documentário(3)

douro(3)

economia(6)

ecoturismo(3)

educação(5)

empreendedorismo(4)

ensino(3)

ensino superior(4)

estocolmo(3)

europa(8)

evento(58)

eventos(3)

évora(6)

expedições(3)

exposição(11)

feira(4)

feiras(5)

ferramentas(4)

festivais(7)

festival(8)

finlândia(3)

floresta(4)

formação(5)

fotografia(14)

futuro(5)

gastronomia(24)

guias(3)

helsínquia(3)

hotelaria(5)

informação(59)

inovação(3)

investigação(3)

istambul(3)

jazz(4)

joão garcia(3)

lisboa(27)

madeira(5)

marketing(4)

marrocos(4)

mundo(9)

museu(5)

música(8)

natureza(5)

nomad(4)

notícia(4)

omt(4)

opinião(4)

património(14)

planeta(4)

porto(4)

portugal(24)

projecto(6)

proposta(7)

quercus(4)

ryanair(4)

seminário(7)

solidariedade(4)

sustentabilidade(11)

teatro(4)

turismo(43)

turismo de portugal(6)

turismo social(5)

turismo sustentável(4)

universidade(5)

viagens(26)

viajante(4)

viajantes(6)

vídeo(20)

todas as tags

arquivo / file

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

comentários recentes / recent comments
Legal, já chegaram à metade do caminho em 3 meses
Infelizmente todos os rios de Portugal se estão...
Fantastico, Adorei
Olá, estou a estudar Português e eu aconteceram em...
Já conhece as 12 Aldeias Históricas de Portugal? N...
Que poster mais feio!
Olá Paula... obrigado... espero que continues a vi...
Sim, parece-me muito útil, considerando a lógica a...
Isso é útil!
Viva colega universitário.Quero desde já, dar os p...
ligações / links